Posts Populares:

Postado por: Ryu segunda-feira, 12 de janeiro de 2015


Oh não... Agora eu já tô começando a me arrepender de ter me atarefado de rejogar os jogos principais do Sonic pra fazer reviews definitivas dos mesmos. Pois é, eu oficialmente agora saí da melhor época do Sonic e tô me adentrando na pior... Mais ou menos na verdade, porque Sonic 4 meio que saiu numa época onde o Sonic tava melhorando apesar disso, porém... É, você entendeu o que eu quis dizer.

Inicialmente, a próxima review de Sonic seria sobre Sonic Adventure, mas eu acabei adiando esse pra depois porque já tirando Sonic 4 do caminho de uma vez após falar dos clássicos, eu posso me focar somente nos jogos 3D da série. Sem falar que jogando Sonic 4 logo depois dos clássicos, as diferenças já gritantes entre esses jogos ficam mais gritantes ainda, o que torna esse mais fácil de falar sobre. Inicialmente, eu ia falar sobre o Episode I e o II juntos nesse post aqui, mas decidi fazer posts separados porque eu na verdade tenho que falar detalhadamente sobre os dois mesmo.

Dito isso... Você deve se lembrar daquela review antiga de Sonic 4: Episode I onde eu dei uma nota 2 se eu não me engano e até cheguei a dizer que é o pior jogo do Sonic e bla bla bla. Isso foi em 2010 e eu acabei julgando esse jogo por causa do "hype" e ficando mais decepcionado do que eu originalmente deveria estar com o mesmo. Agora que isso tudo já passou e que Sonic 4 hoje em dia é uma coisa que praticamente ninguém mais dá a mínima ou ao menos lembra que existiu, provavelmente eu vou conseguir formar uma opinião mais sólida sobre esses dois jogos.

O que aconteceu foi que a Sega meio que hypou esse jogo anunciando ele primeiro como uma aventura 2D em um teaser que até então o nomeava como "Project Needlemouse", inclusive teve aquela coisa de personagens jogáveis que com os dias iam sendo eliminados e tal. Então o mundo virou de cabeça pra baixo quando foi anunciado como Sonic the Hedgehog 4: Episode I... As pessoas ficaram malucas, umas não gostaram do que viram nos trailers e outras adoraram, e então esse acabou sendo possivelmente o jogo mais polêmico do Sonic no sentido de que já causou inúmeras discussões antes mesmo de lançar.

Eu poderia dizer que Sonic Boom fez isso, mas... Convenhamos, ninguém verdadeiramente ficou hypado praquilo lá, as reações foram misturadas quando foi anunciado, mas assim que saiu o primeiro gameplay já tinha uma maioria considerável dizendo que o jogo era uma merda. Sonic 4 já é outro caso: Literalmente tudo tava dividido, o mundo se constituía de pessoas que estavam hypadas pra Sonic 4 e pessoas que odiavam Sonic 4 antes de lançar e continuou assim até o lançamento do jogo onde todo mundo acabou se decepcionando fortemente no fim das contas. E aqui estou eu, revisitando esse jogo que até hoje eu não sei exatamente o porquê dele existir, mas certamente existe.

Isso vai ser ruim, eu sei... Só espero que não seja ruim demais.

Alguém foi pago pra escrever isso


A "história" que tem em Sonic 4: Episode I se passa algum tempo depois dos eventos do terceiro jogo... E basicamente, o Sonic saiu por aí sozinho pra explorar novos territórios porque ele ainda não tem um emprego e por isso tem tempo livre pra sair se aventurando por aí. No entanto, essa aventura que levou nosso herói a parar na ilha de... Uhh...

Hmm... Essa ilha não tem um nome, nunca reparei nisso. Então tá, a partir de agora, o nome da ilha na qual Sonic 4: Episode I se passa é Rehash Island, porque eu disse que é e pronto.

Voltando à história em si... A aventura na Rehash Island foi interrompida pelo Dr. Eggman (é o moderno, então nem chamo de Robotnik mais) que surgiu com versões "melhoradas" das suas invenções passadas pra lutar contra Sonic e assim derrotar ele de uma vez por todas.

... Não é brincadeira, é só isso, eu não tô inventando nada, se você quiser ir olhar na Sonic Wiki ou até no site oficial desse jogo pra ver se eu tô fazendo alguma piada, fique à vontade.

...

Já olhou? Ok então, podemos continuar agora.

Eu sei que histórias em Sonic nunca foram lá essas coisas, mas qual é? Pelo menos  antes elas meio que tentavam ser criativas e estabeleciam coisas novas a cada jogo. Sonic 1 foi o começo de tudo, Sonic 2 introduziu o Tails, o Super Sonic, a sétima Chaos Emerald e o Death Egg, Sonic 3 introduziu o Knuckles, a Master Emerald, a Angel Island e o Hyper Sonic que infelizmente nunca mais apareceu depois... Dava pra acreditar que você tinha um universo que estava crescendo a cada sequência com esses jogos, pra um jogo que se auto-denomina como sequência deles, eu imaginava que ele fosse ter alguma coisa própria também nesse caso.

Só que não, é literalmente uma história preguiçosa que não faz nem muito sentido... Por que diabos o Eggman acha que ele vai derrotar o Sonic reusando invenções que o próprio já derrotou antes pra início de conversa? Esse cara realmente tem 300 de Q.I ou isso é só uma piada no decorrer da série? Isso é tão retardado que eu me recuso a continuar falando dessa história.

Não, sério, me recuso mesmo, próximo ponto!

Não façam isso com meus olhos por favor


Você já se perguntou como seria se um jogo do Sonic tivesse visuais pré-renderizados e modelos cel-shading que parecem ser resultado da primeira tentativa de algum amador em replicar cenários de Sonic no Photoshop e modelos no Flash? Se sim, então alegre-se, porque Sonic 4: Episode I é a resposta pra essa dúvida que ficou na sua cabeça por algum motivo! Esse jogo tenta ser algo meio parecido com New Super Mario Bros. onde você tem uma representação meio 2.5D dos jogos originais, mas ele faz isso tão errado que eu algumas vezes penso que a Dimps tava intencionalmente fazendo esse jogo ser feio.

A Splash Hill tem um efeito horrível nas texturas que faz essa fase não parecer uma colina de um jogo do Sonic e sim uma maquete da mesma feita de plástico, é de longe a fase mais feia desse jogo inteiro, e eu dizer isso pra uma fase que usa a mesma temática que a Green Hill é realmente uma coisa impressionante. O pior é que esse efeito plástico não fica só nessa fase, a Casino Street também parece meio plastificada e a Mad Gear que era pra parecer toda feita de metal dá a impressão de que é uma espécie de fábrica de plástico que foi toda banhada em vasilina. O modo como esses cenários são brilhantes e parecem bagunçados chega até a me dar dor nas vistas algumas vezes, principalmente quando o Sonic tá se movendo por eles e a tela fica passando, como se tivesse misturando essa bagunça toda.

A única fase da qual eu gosto visualmente é a Lost Labyrinth porque pelo menos ela não é tão agravante nesse aspecto e é até debativelmente mais bonita do que a Labyrinth do primeiro Sonic, fase na qual ela foi inspirada. O background dela é bem bonito e ela é mais variada em cores do que a Labyrinth que é só bege, bege e bege por toda a parte. Então tá aí, uma fase desse jogo que me agrada pelo menos em visuais.

Já os modelos dos personagens e as animações são piores ainda, pelo simples fato de que eles não se encaixam com esses cenários. Como eu mencionei antes, o Sonic, o Eggman, os Badniks e basicamente tudo o que não é parte do cenário de uma fase tem um modelo cel-shading que não poderia parecer mais deslocado desses cenários "3D" pré-renderizados, é um uncanny valley parecido com aqueles filmes onde personagens de desenho aparecem no mundo real.

O próprio Sonic é bizarro, o modelo dele parece meio "brilhante", a maneira como ele se mexe desde andar até pular parece desajeitada e quando ele gira as suas pernas pra simular aquela clássica animação do Sonic correndo com as pernas girando nos jogos do Mega Drive... Bem... O resultado é isso.

Ugh... Sério mesmo? É só um sprite circular mal feito pra caralho colocado por cima das pernas do Sonic pra simular que ele tá girando elas, e pra piorar nem parece que as pernas dele estão realmente girando, o sprite não parece uma roda de um carro girando que nem o dos clássicos e sim uma roda de um tanque de guerra. E qual é a desse modelo do Sonic? Por que diabos ele tem um corpo tão minúsculo e uma cabeça gigante como essa? Se for pra fazer uma versão "moderna" do visual do Sonic Clássico, os Sonic Advance poderiam servir de exemplo.


O pior é que eu nem toquei na direção artística desse jogo e por que a ideia em volta dela por si só é estúpida... Pois bem, vamos lá. Caso você andou dormindo embaixo de uma pedra ou não reparou pelas screenshots desse post, Sonic 4: Episode I é desconfortavelmente similar a Sonic 1 e 2 quanto aos visuais, e eu usei "similar" como uma maneira mais leve de dizer que é basicamente uma copicola piorada do estilo dos dois. Então muita gente reclamava disso enquanto tanto alguns fãs quanto o próprio Takashi Iizuka defendia que o jogo tinha esses visuais porque era pra ser "introdutório", pra introduzir fãs novos ao estilo clássico do Sonic.

Vem cá... Qual é o nome desse jogo mesmo? É Sonic the Hedgehog 4, não é? Exatamente! Isso implica que esse jogo de nome Sonic 4 seria uma sequência dos seus outros antecessores que tinham visuais distintos apesar da direção artística seguir o mesmo padrão por consistência e também porque essa é a identidade visual da série. O objetivo de um jogo chamado Sonic 4 é, obviamente, ser uma sequência do seu antecessor, Sonic 3... Ser uma sequência significa que o jogo vai dar continuidade ao que os outros estabeleceram, que vai expandir, evoluir a franquia nos seus devidos aspectos.

Por acaso New Super Mario Bros. na verdade se chama Super Mario Bros. 4? Não, porque se esse fosse o nome desse jogo, seria decepcionante porque ele também é um monte de rehash dos jogos clássicos do Mario se tratando de visuais. Se por acaso você quer fazer um jogo "introdutório" do Sonic, não nomeie ele como "Sonic 4" porque isso é uma propaganda enganosa, e ainda assim é retardado fazer isso quando você pode simplesmente relançar os clássicos na PSN, na Xbox Live ou o que for. As pessoas vão jogar os clássicos, vão ver como é e assim depois você lança Sonic 4, uma tática simples que não te forçaria a ser um preguiçoso de merda com essa desculpa.

Então... Não, eu não engulo essa justificativa do jogo ser "introdutório", mesmo que o Iizuka ou qualquer outra pessoa a use, ainda vai continuar soando como uma desculpa risível pra você não precisar ser criativo com os visuais do seu jogo. Esse jogo não parece único no meio da série clássica e quase todas as tentativas de replicar os cenários são inúteis porque eles são muito mais feios do que as suas contrapartes originais. As ambientações não são nada que você já não viu antes, as fases em maioria são versões hediondas de fases dos dois primeiros jogos do Sonic, as animações e os modelos são inacreditavelmente mal feitos e o jogo é simplesmente horrível de "assistir".

Não sou só eu, eu tenho um amigo que simplesmente parou de jogar Sonic 4: Episode I porque disse que não conseguia olhar pros visuais horrendos do jogo, outro disse que a Mad Gear deu dor de cabeça nele. Esse jogo é simplesmente horroroso, nada mais do que uma tentativa patética de incorporar New Super Mario Bros. em um jogo do Sonic.

Pelo menos o mapa que fica mostrando a ilha toda com as fases pra você escolher é bonito, então... É, tem isso.

A física é só um dos vários problemas...


... Por onde eu começo? Porque toda vez que eu tenho que elaborar sobre o porquê de eu dizer que esse jogo é ruim, automaticamente me vêm uma porrada de coisa na cabeça, e a maioria delas são motivos pra isso. O motivo mais popular pelo qual Sonic 4: Episode I foi alvo de várias críticas por aí é por causa da física, esse jogo acabou virando uma espécie de meme dentro da comunidade de Sonic por causa da física horrível dele, e só ficou pior ainda quando o Iizuka acabou se pronunciando dizendo que a física não é ruim e sim "diferente" e que ela foi usada assim pra adicionar "novas coisas" com a possibilidade do Sonic correr em paredes e tetos. Então literalmente todo mundo começou a zoar o Iizuka e ele virou o Inimigo Público Nº 1 durante 2010.

O que eu vou fazer aqui é dizer por que essas reclamações da física são legitimamente válidas ao mesmo tempo que vou dizer por que esse jogo continuaria ruim mesmo se tivesse uma física decente. Porque até mesmo quem reclama desse jogo não soa muito convincente pra mim porque eles se focam tanto na física que parecem que só reclamam desse aspecto e esquecem que o jogo tem um design terrível também, e talvez até eu mesmo tenha feito isso no passado de certa forma.

Jogos do Sonic basicamente se baseiam na movimentação do personagem... Sim, velocidade seria o elemento principal, mas o que é realmente o segredo dessa velocidade é o modo como você consegue ficar rápido pra início de conversa. Os jogos do Mega Drive tinham suas mecânicas baseadas em física de pinball e momentum pro Sonic ganhar velocidade naturalmente, ele acelerava de uma forma natural e você mantinha essa rapidez dele com a sua própria habilidade como jogador. Sonic 4: Episode I, sendo uma sequência desses jogos e tendo sido feito exatamente 16 anos depois pra plataformas HD com recursos muito mais avançados tecnologicamente consegue não só falhar em reproduzir essa mesma mecânica como também consegue fazer pior na sua própria "versão" dela do que platformers 2D dos anos 90.

A física não tem só a ver com o Sonic rolar, tem a ver com toda a movimentação dele, aqui ele demora pra acelerar e até mesmo quando acelera ainda consegue ser ridiculamente lento... Correr normalmente não vai te levar muito longe na maioria dos casos a menos que você passe por alguma Boost Pad e aí siga um caminho scriptado no qual o Sonic corre rápido por alguns segundos até voltar ao seu ritmo lerdo normal. O Spin Dash que antes era um recurso usado pra você obter velocidade máxima instantaneamente e sair rolando pelo cenário todo aqui é só marginalmente mais rápido do que o Sonic correndo e perde momentum tão rápido que não tem nem graça usar ele pra início de conversa.

O mais estranho é que mesmo com essa lerdeza do Spin Dash, se você por um acaso usar ele em alguma rampa estando na pontinha dela e só dar uma leve carregada no Spin Dash, o Sonic sai voando pra cima como se ele tivesse passado por aquela rampa na velocidade máxima... Ao mesmo tempo se você carregar o Spin Dash na beira de uma plataforma, mesmo carregando o máximo que você pode, o Sonic vai sair da animação de rolamento assim que passar pela beirada, perder todo o impulso e cair. Toda a movimentação dele é artificial ao extremo e os controles de pulo nem são muito melhores porque o Sonic pulando simplesmente não tem nenhum peso, parece que ele tá na lua e não existe nada que determine como o Sonic realmente se controla no ar.

Se você correr e dar um pulo normal sem apertar nada no D-Pad, o Sonic vai simplesmente dar um pulo pra cima e perder todo o impulso que ele tinha, porque os pulos dele só realmente vão a algum lugar quando você segura o D-Pad em alguma direção, assim como ele tambem para quase instantaneamente de correr quando você solta o D-Pad. É aí que rolar acaba sendo inútil também porque normalmente o rolamento nos clássicos era útil pra que o Sonic interagisse com o cenário e ganhasse/perdesse velocidade baseado no modo como tudo era moldado, você passava por morros, loops, rampas e tudo mais e o Sonic ainda poderia continuar rolando, mantendo um ritmo constante e só cabia a você manter isso enquanto passava pelos obstáculos das fases.

Passar correndo em qualquer tipo de descida nesse jogo e apertar pra baixo pro Sonic rolar resulta nele simplesmente parando de seguir em frente, e se você por acaso for atirado por algum canhão ou uma mola e não segurar o D-Pad pra tal direção, o Sonic simplesmente para no ar e cai que nem uma bola de chumbo no chão. Essa física bizarra faz com que o Sonic simplesmente não tenha qualquer tipo de peso como personagem, coisa que é essencial em plaformers. Os pulos são desajeitados de fazer nas seções de platforming do jogo porque não tem nenhum cálculo envolvido, você tem que ficar manualmente "administrando" o Sonic no ar porque nunca se sabe como diabos o pulo vai se portar. Correr parece artificial, rolar nunca é algo vantajoso e o Spin Dash mal serve pra alguma coisa. Isso tudo é por causa da física, não é uma coisa pequena, é algo fundamental que afeta como você vai controlar e fazer uso dos movimentos que o personagem tem... Só isso já anula o Spin Dash e o fato de que o Sonic pode rolar, deixando só ele correr e pular como ações viáveis que ainda assim nem funcionam tão bem, só não são tão ruins quanto.

Como um "novo" movimento, Sonic tem o Homing Attack, que antes foi criado para os jogos 3D dele e surgiu no primeiro Sonic Adventure. Então ao invés do Insta Shield, agora tem um dash aéreo que na verdade só serve mesmo pra você pegar velocidade alta instantânea spammando ele já que o Spin Dash é uma merda e rolar não adianta de nada... Só que isso te faz trombar nos inimigos que vêm pela frente porque é basicamente que nem o Peel Out: Você alcança a velocidade rápida, mas fica vulnerável em cenários cheios de inimigos pela frente. Só que o Peel Out é melhor porque se você rolar depois de usar, já vai manter seu momentum e matar os inimigos que vêm pela frente enquanto aqui você já sabe o que acontece se o Sonic rolar.

Então o Homing Attack mesmo é usado pro Sonic atacar os inimigos ou molas ou algumas gimmicks do cenário automaticamente quando uma mira aparece neles, só que em um jogo 2D isso simplesmente não tem motivos pra existir. Não é difícil pular em cima de um inimigo em um jogo 2D do Sonic, não é difícil simplesmente pular em uma mola, não é difícil quicar em inimigos no ar, não é difícil pular dentro de um canhão... A única coisa na qual o Homing Attack é mais ou menos útil é em pegar impulso em certas gimmicks como aquelas cordas nas quais você escorrega ou os cipós nos Acts 2 e 3 da Splash Hill. Metralhar o botão de pulo em um monte de Bubbles inofensivos enfileirados no ar não é desafio e não requer timing nenhum... E esperar alguns segundos porque um dos Bubbles tem espinhos em volta pra depois eles saírem e assim você voltar a metralhar A também não é desafio.

A pior parte é quando você quer jogar rapidamente e assim quer fazer seus pulos velozes nas plataformas, porém como o Homing Attack existe, você tem que esperar o Sonic realmente aterrissar na plataforma pra depois poder dar um pulo, caso contrário você pode errar a hora de apertar o botão de pulo de novo assim que ele cai na plataforma pra já pular pra outro e assim dar um dash aéreo que ou te atrasa porque te faz cair da plataforma ou então simplesmente te mata porque tem um abismo logo abaixo das plataformas em questão. O Insta Shield foi uma habilidade legal pra se colocar num jogo 2D do Sonic porque só pessoas realmente boas nos jogos fazem uso total dele, requer timing e é quase sempre melhor usar ele nas situações de combate... Já o Homing Attack aqui não, ele não adiciona nada à fórmula do Sonic em 2D e só serve pro level design já ruim dos jogos do Sonic da Dimps ficar pior ainda.


Em partes, o level design desse jogo é ruim como "efeito colateral" da física não funcionar, porque já que o Sonic não consegue se movimentar naturalmente pelo cenário, eles encheram várias seções das fases de Boost Pads e molas que ficam empurrando e jogando o Sonic pra lá e pra cá sem você nem ao menos precisar fazer alguma coisa. Se tem alguma descida íngreme com inimigos logo à frente pode ter certeza que uma Boost Pad vai te empurrar rolando por ela instantaneamente na velocidade máxima pra matar os inimigos sem muito esforço, porque caso você pule por cima da Boost Pad e tente passar, você vai simplesmente ou trombar em algum inimigo ou então tentar rolar e parar no meio do caminho.

Sonic 4: Episode I resumido é isso: Quando você tenta jogar normalmente ou como se jogaria um jogo do Sonic, ele não flui e constantemente te pune por tentar... Bem... Jogar. Você pode dizer que "é só segurar o D-Pad pra frente", mas isso é a mesma coisa que alguém estar jogando Sonic '06, o Sonic de repente parar de cabeça pra baixo em um loop e aí quando essa pessoa reclama o outro responde "É só segurar pra frente que o Sonic continua correndo pelo loop". Não deixa de ser uma coisa ridícula e só porque você pode fingir que essa falha não existe, ela não deixa de ser uma falha pra início de conversa. As "melhores" partes de Sonic 4: Episode I são justamente aquelas nas quais você nem precisa fazer nada porque você não tá jogando o jogo e sim assistindo ao jogo se jogar, e eu digo que são as melhores porque pelo menos o jogo tá fluindo dessa forma mesmo não sendo resultado da sua habilidade e sim porque a Dimps quer que o jogo flua nesse exato momento cheio de Boost Pads e molas.

Mas tem horas que até mesmo essas partes automáticas acabam sendo mal projetadas porque como esse jogo tem o Homing Attack, ele realmente quer que você faça uso dele. Pra isso, sempre que você passa por uma rampa, independente de estar rolando ou não, o Sonic fica numa pose de "Wee! Tô voando!", ficando inteiramente vulnerável a qualquer inimigo que possa estar no ar essas partes automáticas são rápidas e você estaria acostumado a segurar pra frente no D-Pad pra que o Sonic continue se movendo pra frente, porque se não ele vai simplesmente parar no ar e cair. Eis que então a Dimps tem a brilhante ideia de colocar inimigos no ar ou até mesmo cadeias de Homing Attack pra você acertar... E na maioria dos casos você nunca vai saber quando um desses inimigos aleatórios ou as cadeias de Homing Attack vão surgir.

O que acontece? Você é atingido de graça no ar porque a tela fica com um zoom que até hoje eu não entendo considerando que isso é um jogo pra consoles HD e, novamente, poderia ser evitado se o Sonic não fizesse essa animação retardada toda vez que subisse numa rampa, quando você rolasse ele devia manter a animação de rolamento e assim poder matar possíveis inimigos no ar sem levar cheap hits por causa disso. E o pior é que algumas vezes isso é inevitável porque é uma mola que te manda na direção de Badniks enfileirados no ar pra você usar o Homing Attack, as molas  te mandam na mesma velocidade que o Sonic tinha durante toda a automatização, então mais uma vez, você vai levar um hit a menos que saiba que a fileira dos badniks já vai estar lá pra você usar o Homing Attack.

Isso não tem nada a ver com a física, isso é design ruim. Esse jogo é mal projetado e mesmo uma física decente não anularia essa merda! Assim como também a porrada de abismos desnecessários na Casino Street Act 2 naquelas seções de platforming horrendas é só design ruim, a Mad Gear com Slicers e outros badniks mal posicionados que ficam te esperando na beirada de cada plataforma pra onde aquelas fumaças ou molas te mandam automaticamente pra te acertar já de cara também é só design ruim. Praticamente todas as fases desse jogo têm design ruim de uma forma ou de outra, quando não tá consistentemente te fazendo levar porrada de graça no ar por causa dessa idiotice em volta do Homing Attack, ele simplesmente bota um monte de inimigos surgindo do nada na sua frente sem tempo de reação.

A Splash Hill tem uns Badniks que são meio que parecidos com mísseis e simplesmente já vêm voando na sua cara e te atingem se você não for empurrado já rolando por uma Boost Pad, a Lost Labyrinth tem aqueles Badniks que saem da terra que também te acertam nas mesmas circunstâncias, a Casino Street tem os canhões/molas que podem atirar o Sonic direto pra abismos caso você não segure o D-Pad e a Mad Gear tem... Tudo. Eu não consegui gostar de nenhuma fase desse jogo porque cada uma delas me irritava de uma forma ou de outra com level design horrendo, as partes onde você tem que jogar conseguem ser piores do que as automáticas com Homing Attack e tudo basicamente por causa disso.

É meio que uma pena porque algumas gimmicks de algumas fases são até interessantes, como os cipós da Splash Hill Act 2, aquela tocha da Lost Labyrinth Act 2, aquelas plataformas que você vai inclinando na Mad Gear Act 2... Parece que são os Acts 2 das fases que têm pelo menos uma ou duas ideias interessantes. Mas até essas ideias legais são meio que mal executadas no fim das contas, os cipós da Splash Hill funcionam de uma maneira esquisita onde você balança, mas tem que esperar o Sonic balançar totalmente pra cima pra que ele seja jogado tão alto quanto você quer ao invés de pular quando ele estiver pegando impulso pra ir pra cima pra início de conversa... E olha que algumas vezes eu simplesmente não fui mandado tão alto assim numas seções e caía em um poço com espinhos ou algum inimigo no ar porque, novamente, o Sonic também fica vulnerável no ar quando salta desses.

A Lost Labyrinth Act 2 tem essa boa ideia e até executa bem misturando esse aspecto de puzzles e acender bombas ou luzes com a tocha do Sonic enquanto você continua movendo e mantendo o ritmo constante... Até você chegar numa sala onde tem um puzzle que exige que você acenda as luzes com o timing certo pra que apareçam umas estruturas nas fases pelas quais você pode passar... Só que o problema é que o timing já é apertado demais e isso é só um monte de tentativa e erro até você conseguir depois de quase um minuto tentando, quebrando o ritmo anteriormente rápido da fase. A pior coisa que um jogo do Sonic poderia fazer é te trancar em uma sala pra te forçar a fazer qualquer coisa e poder prosseguir depois.

E essa gimmick das plataformas que você inclina e o Sonic vai rolando funcionaria perfeitamente nos clássicos... Mas como isso aqui é Sonic 4: Episode I, a física estranha acaba atrapalhando nisso também e o Sonic vai acabar rolando na direção de espinhos sem você ter a intenção de que isso aconteça.


Os bosses... Bem, se a história não deixou óbvio demais, são bosses repetidos que você já enfrentou antes nos jogos clássicos do Sonic, só que com um modo de "pânico" no final que na teoria era pra diferenciá-los das suas contrapartes passadas. O boss da Splash Hill é o mesmo da Green Hill, porém quando você acerta ele umas vezes, o Eggman fica meio puto e dá um giro com aquela bola de demolição. O boss da Casino Street é o mesmo do da Casino Night, mas depois de uns hits o Eggman ativa aquela garra elétrica que o antigo já tinha desde o começo e aqui não tem e sai girando por aí.

Só que você pode derrotar esses dois bosses até mesmo antes de fazerem alguma coisa, e até assim os ataques são bem fáceis de desviar. O da Splash Hill se você ficar metralhando o botão de pulo pra dar Homing Attack nele o tempo todo pode ser derrotado facilmente e o da Casino Street já que não tem muito a ver com a física como a versão clássica, consiste só em você ficar pulando da parede e dando Homing Attack pra depois quando ele ainda estiver preparando o ataque giratório lá você continue quicando num bumper na parede e dando Homing Attack constantemente até ele morrer antes mesmo de fazer qualquer ataque.

Os únicos que são um pouco interessantes são o da Lost Labyrinth porque ele chega numa sala onde várias prensas surgem e aí você tem que pensar rápido pra ir pra um local seguro e poder acertar o Eggman, o da Mad Gear que é o mesmo da Metropolis na primeira parte e depois ele entra num modo parecido com os bosses que tinham em Sonic Advance 2 onde você corre e tem que acertar ele no processo... E o último boss que é o final boss de Sonic 2 reciclado, mas com um modo de pânico na segunda metade da luta onde ele fica todo eletrificado e você tem que esperar os momentos certos pra jogar as garras-foguete que ele te manda de volta pra ele mesmo e aí atacar.

Mesmo esses últimos bosses citados sendo melhores, eu ainda não sei por que diabos eu tô enfrentando bosses passados em um jogo que deveria ser uma sequência dos clássicos. Se isso fosse algum tipo de New Super Mario Bros. do Sonic, eu diria que é uma coisa positiva, mas não é... O nome dessa merda é Sonic the Hedgehog 4, e não, eu não vou deixar de lembrar do nome desse jogo, porque isso é o que a Sega quer que eu me lembre, eles hyparam os outros pra isso e se orgulharam tanto desse jogo ser a continuação dos clássicos que todos aguardavam... Então eu vou sim fazer essas comparações e me lembrar dos jogos aos quais esse está sucedendo.

E o pior é que ele faz retrocesso até mesmo se tratando dos Special Stages... De novo você tem que ter 50 anéis nas fases e chegar num anel gigante no final, sendo que Sonic 3 tinha anulado isso porque era uma mecânica que causava frustração pra quem queria jogar pegando as Chaos Emeralds. Nesse jogo é pior ainda por causa do monte de cheap hits que você pode levar, e acredite, não tem nada mais emputecedor do que você estar quase chegando no final da fase com mais de 50 anéis só pra ser acertado por aquele inimigo ou stage hazard mal posicionado... Em suma, é uma merda quando você tá quase no fim pra chegar no Special Stage e acontece esse tipo de tourobosta.

Os Special Stages em si são parecidos com os do primeiro Sonic, mas você mexe o cenário ao invés do próprio Sonic... E eu acho os dois igualmente tediosos pra falar a verdade, só esse que eu considero pior porque o Sonic nem sempre vai rolar ou passar pelo cenário do jeito que você esperava que ele fosse, é muito mais fácil perder o controle no meio dos bumpers e acabar não passando do Special Stage. Eu inicialmente ia completar esse jogo todo com Chaos Emeralds, Super Sonic e tudo, mas... Depois de me frustrar umas 4 vezes pra chegar no quinto Special Stage e falhar, minha paciência se esgotou e eu simplesmente larguei o jogo de lado.

Até porque não é nada que você nunca tenha visto antes... Tem o Super Sonic, ele é a mesma coisa só que sem inércia, daí você abre um final que na verdade muda pouca coisa. Isso depois de um jogo que tornou Special Stages suportáveis e fez com que realmente valesse a pena se dar ao trabalho é broxante, por falta de alguma outra palavra melhor pra definir.

Jun Senoue e seu abuso de gatinhos


Sonic 4: Episode I tem uma daquelas trilhas sonoras que você escuta e pensa "Isso era pra ser bom, não era?". O compositor aqui foi o Jun Senoue, que é mais conhecido por ser o guitarrista do Crush 40, compositor e diretor de som da maioria dos jogos 3D do Sonic, e pra falar a verdade ele não é um compositor muito ruim... Digo, sim, ele tem um sério problema de tentar enfiar guitarra em tudo quanto é música nos jogos 3D do Sonic, mas as composições dele em si não são ruins, e nesse jogo é esse mesmo caso.

O problema é que como Sonic 4 é um jogo "retro", eles decidiram tentar imitar o som do Mega Drive na trilha sonora dele... E Jesus, essas músicas foram impiedosamente estupradas com essa merda! Esse chip de som ou sei lá o que usaram lembra um pouco o do Mega Drive, mas ao mesmo tempo consegue soar mais irritante ainda do que trilhas sonoras de jogos do Mega Drive costumam fazer. Ironicamente o chip de som ruim do Mega Drive nunca foi problema pros jogos do Sonic e eles sempre tiveram trilhas sonoras excelentes que soavam muito bem no próprio Mega Drive, mas aqui parece que toda música tem a necessidade de ter um efeito de "INHÉOUM" em cada melodia que acaba ficando irritante... E quando não é esse barulho que parece um gato sendo escalpelado vivo, as músicas em si parecem mais bagunças barulhentas do que músicas propriamente ditas.

Mas sério, as músicas em si não são ruins, essa "instrumentação" que simplesmente fodeu com elas... Por exemplo, dê uma escutada na música da Splash Hill do jeito que ela é nesse jogo, agora ouça esse remix com arranjamento estilo Sonic CD e veja como ela soa infinitamente melhor. Essa trilha sonora poderia ter sido boa, a maioria das músicas têm melodias decentes, mas como quiseram seguir essa ideia imbecil de fazer ela imitar um som antigo ao invés de usarem instrumentos, acabou resultando nisso.

... Ok, tem algumas músicas que são simplesmente ruins, como a de boss ou então a do final boss.

Considerações finais

Como eu disse antes, Sonic 4: Episode I realmente não é o pior jogo da história dos video games como eu fazia parecer que era lá em 2010, mas isso não significa que seja um jogo bom. Pra falar a verdade, esse ainda é o pior jogo do Sonic que a Dimps já fez simplesmente por ser tudo o que há de errado em jogos do Sonic feitos pela Dimps acumulado enquanto tem os seus próprios problemas também por causa da física e do modo como o Homing Attack é usado.

Claro, você pode até achar Sonic 4: Episode I um jogo divertido depois de se acostumar com esse monte de falhas que ele tem, afinal pelo menos ele não é um jogo totalmente quebrado, né? Certamente, assim como andar em um chão cheio de cacos de vidro não é tão ruim depois de você se acostumar com a dor e poderia ser pior porque ao menos os cacos de vidro não estão molhados de álcool. O meu ponto é que literalmente não existem motivos pra você querer sofrer com um jogo desses quando existem dezenas de milhares de opções melhores por aí, isso aqui não tem nada de único e praticamente tudo o que ele faz já foi feito melhor por outros jogos melhores do Sonic.

No entanto, a maior ofensa desse jogo é realmente carregar o nome "Sonic 4", isso torna absolutamente tudo o que ele já faz de errado mais errado ainda. Por mais que você ou até o Iizuka justifique isso com aquele papo de "introdução", a ideia por si só já é idiota pra um jogo que deveria ser uma sequência dos seus antecessores com esse hype que a Sega andou fazendo na época, desde aquela coisa do Project Needlemouse até aquelas fases tipo "A SEQUÊNCIA QUE VOCÊ ESPEROU POR 16 ANOS!!!". Se esse jogo se chamasse Sonic Returns ou Sonic Remix ou qualquer coisa do tipo, provavelmente ninguém daria a mínima, mas como o nome é Sonic 4, já é um caso muito mais grave.

A conclusão é que Sonic 4: Episode I é um jogo ruim com ou sem a física funcionando e é pior ainda com o nome que tem. O fato de que esse jogo foi elogiado por parte dos críticos profissionais na época me fez duvidar se esses caras realmente entendem como jogos 2D do Sonic funcionam, porque a maioria das reviews positivas que eu li foram ridículas e até algumas negativas não pegavam muito bem o ponto das reclamações do povo. Ou então talvez eles simplesmente estavam cegados pela nostalgia e jogaram/elogiaram cegamente por se parecer com os clássicos... Ninguém sabe, mas eu tenho quase certeza que se esse jogo fosse relançado hoje em dia, ele teria provavelmente uma média muito mais baixa no Metacritic.

Prós:
+ Algumas ideias interessantes aqui e ali.
+ Os bosses da Lost Labyrinth e da Mad Gear são bem decentes.
+ É um jogo "jogável" da mesma forma que um carro defeituoso ainda funciona mais ou menos.

Contras:
- Level design ruim a nível de jogo amador.
- Gráficos sem vida.
- Mais rehash do que tinha qualquer direito de ter.
- Física horrível.
- Por que esse retrocesso com os Special Stages?
- Trilha sonora com composições decentes, mas instrumentação abismal.

Gráficos: 4/10
Enredo: 2/10
Gameplay: 4/10
Som: 4/10
Conteúdo extra: 4/10

Veredicto:

{ 15 comentários }

  1. A ign elogiou e depois colocou esse jogo na lista deles de piores de 2010

    q?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O cara que fez a review na IGN foi um e o que fez a lista foi outro.

      Excluir
    2. Ah ta

      Por isso eu n gosto de site com mais de um reviewer, um fala uma coisa e aí outro fala outra diferente e fica tudo confuso

      Excluir
    3. A IGN e a Gamespot deram notas mais baixas pro Sonic Unleashed do que elas deram pro 06, não leve elas a sério.

      Excluir
  2. esse jogo merece nota mais baixa que 4

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu disse aí, dei uma nota 4 porque apesar dessas falhas, é "jogável", mas não significa que valha a pena perder tempo com esse jogo.

      Excluir
  3. Eu defendia esse jogo em 2010, mas fui enxergando aos poucos como ele é ruim até jogar Sonic 2 e ter certeza absoluta disso. o_o

    Mas é raro você fazer posts rápido assim, quero ver como vai ser o do Episódio 2 que a crítica considerou pior que o 1.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É que Sonic 4 não é um jogo longo e nem tem muuuuita coisa pra falar sobre também, então o próximo post do Episode II deve sair rápido também pra depois demorar mais um ano até eu animar de começar a rejogar Sonic Adventure.

      Tô fazendo isso enquanto não termino Mario Galaxy 1 e 2 aqui.

      Excluir
    2. Não sei como a critica achou o ep 2 pior que o 1...

      Excluir
  4. Conhecendo o Jão Cenoura, se ele fizesse uma Splash Hill com instrumentos ia ser assim.

    https://www.youtube.com/watch?v=KOeDL96i7i4

    ResponderExcluir
  5. Hm... acho que tu foi muito generoso Ryu :v

    Mesmo o jogo sendo "jogável" 4.5 é muita generosidade.

    ResponderExcluir
  6. Jesus, tem um garoto retardado que frequenta o canal do planeta Sonic que diz que esse jogo é igualzinho os clássicos, ele chegou a dizer que é um perfeito remake!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. "garoto retardado que frequenta o canal do Planeta Sonic"

      Você mesmo já se respondeu.

      Excluir
    2. Como assim? (a propósito, eu sou o Demi Fiend

      Excluir
  7. Esse jogo é brochante, ainda bem que foi barato na steam

    ResponderExcluir

- Copyright © Blog do Ryu - Date A Live - Powered by Blogger - Designed by Johanes Djogan -