Posts Populares:

Postado por: Ryu quinta-feira, 2 de novembro de 2017


O que poderia dar errado, caras? O que poderia dar errado?

Bem, eu tenho uma quantidade razoável de coisas a terminar por aqui: Chrono Trigger, Chrono Cross, Crash 2, Metal Gear Solid 2, Sonic Mania e mais dois posts que não são reviews. A esse ponto eu não sei qual desses eu termino primeiro porque muita coisa aconteceu de lá pra cá, mas... Um novo desafiador apareceu na minha ordem de postagens, e esse desafiador é ninguém menos do que Bubsy: The Woolies Strike Back! O jogo novo do Bubsy que é igual às sequências de Final Fantasy XIII: Ninguém pediu, mas foi feito da mesma forma, porque existem pessoas que simplesmente querem ver os outros sofrendo. E também, eu achei mais apropriado fazer um post sobre esse jogo aqui porque o último do blog antes de entrar nesse hiato foi justamente uma lista de personagens que podiam voltar no lugar do Bubsy, então faz sentido pra mim. Se não faz pra você, foda-se.

Há um bocado de teorias quanto ao motivo desse novo Bubsy existir, muita gente culpa o trailer de Sonic Forces, que mostra uma silhueta de um personagem novo que lembrava vagamente o Bubsy. Graças a esse trailer, as pessoas voltaram a falar do Bubsy, fizeram memes sobre isso e o caralho a quatro, e é claro que o pessoal da Accolade, que foi comprada e revivida por uma companhia chinesa chamada Billionsoft, viu uma oportunidade de lucrar em cima desse meme... Então novo Bubsy anunciado, para a alegria dos shitposters que gostam dele ironicamente ou algo assim. Só que esse novo Bubsy não foi desenvolvido pelo pessoal da Accolade exatamente, deram ele a uma desenvolvedora chamada Black Forest Games, que aparentemente fez jogos novos de uma franquia antiga morta chamada Giana Sisters e tem uma boa reputação por isso.

Nunca joguei Giana Sisters, na verdade nem sabia que essa franquia existia até falarem dela pra mim, mas... Ok, pelo menos o novo Bubsy tá sendo feito por pessoas que são bem vistas pela comunidade, então talvez não seja tão ruim quanto todos os outros jogos do Bubsy que foram feitos. Diabos, talvez esse até seja o primeiro jogo bom do Bubsy a ser feito! Imagina só, até o Bubsy diz no trailer desse jogo que veio acertar as contas que ficaram desde 1993, então até ele sabe que aqueles jogos são ruins! Reconhecer o próprio erro é o primeiro passo para melhorar no futuro, não é não?

... Eh, a quem eu tô querendo enganar? Eu não esperava nada desse jogo, no máximo esperava que fosse melhor do que os outros jogos do Bubsy, mas isso não é um padrão exatamente alto a se ter pra qualidade de um jogo, eu prefiro jogar Shadow the Hedgehog a qualquer jogo do Bubsy que foi lançado antes desse novo. Então... E aí? O novo jogo do Bubsy é melhor do que os antigos? É um jogo bom? É melhor que Shadow the Hedgehog? Bem... É melhor do que os antigos, e é melhor que Shadow the Hedgehog também, mas... Não vai muito além disso.

Uma história pra rivalizar Metal Gear Solid


Em algum ponto no passado, Bubsy encontrou o Golden Fleece, que é basicamente uma bola de lã de ouro, e manteve essa coisa na sua casa como um prêmio há muito tempo. No entanto, os inimigos dele dos últimos jogos, um bando de aliens conhecidos como Woolies, atacaram a casa de Bubsy e roubaram o Golden Fleece dele, junto com outras bolas de lã... Porque aparentemente eles precisam dessas coisa pra dominar o mundo, ou algo assim. Então o Bubsy vai atrás deles, e... É isso aí.

Bem, eu pensei que não haveria uma história mais fácil de resumir do que a do primeiro Sonic Advance, mas... Claramente, quando eu fiz a review daquele jogo, eu não estava me lembrando dos jogos do Bubsy que geralmente têm tanto enredo quanto um episódio de Titio Avô. Honestamente, eu esperava algo mais... Sei lá, auto-consciente, vindo de um jogo novo de um mascote dos anos 90 que basicamente havia sido enterrado e ninguém queria que ele saísse. O Twitter do Bubsy ao menos parece ser bem consciente do fato de que ele não é um mascote exatamente querido pelas pessoas, e teve até um trailer tirando onda com o Sonic, então pensei que isso seria mais ou menos uma indicação de como esse jogo aqui seria escrito.

Pelo visto não, não existem piadas auto-depreciativas e nem nada do tipo aqui, só... O Bubsy lutando contra os Woolies e dizendo coisas enquanto passa pelas fases. Isso me lembra que tem um novo Shaq Fu sendo feito... Ou será que cancelaram? Não sei, mas existem similaridades porque o Shaq Fu original também é um jogo pior do que ficar trancado com os braços e as pernas quebrados dentro de uma sala com um rádio tocando músicas de K-Pop, a última coisa que alguém pediria é uma sequência ou remake daquilo, mas existe! E agora que o jogo novo do Bubsy saiu e não parece ter sido feito com consciência de que ninguém realmente tinha pedido que ele fosse feito... O que diabos vão fazer com o novo Shaq Fu? Só o tempo nos dirá...

É isso, não tenho muito mais o que falar desse negócio. Tô decepcionado que não tenham abraçado a impopularidade do Bubsy e feito uma grande piada em cima disso no roteiro, como se fosse uma sátira desses jogos com metanarrativa e tal, mas não é algo tão ruim que eu não possa superar.

Meu jogo do Bubsy feito no Blender muito foda


Aparentemente, Bubsy: The Woolies Strike Back teve o orçamento equivalente a um pacote de Bolacha Negresco e um copo de água mineral, pois eu não via um jogo recente com gráficos tão amadores e datados desde Mighty No. 9 ano passado. Os visuais desse jogo realmente parecem algo tipo... O primeiro projeto de jogo 3D (ou 2.5D) de um universitário que tá cursando jogos eletrônicos, as texturas dos cenários são extremamente simples, o modelo do Bubsy mesmo também não tem nada extremamente detalhado e os backgrounds simplesmente fazem o seu trabalho de serem backgrounds e estarem lá pra enfeitar o jogo.

Pra dar pelo menos algum crédito, esse jogo é melhor animado que Mighty No. 9 porque ao menos o Bubsy tem expressões faciais relativamente decentes, mas é a única coisa que eu consigo cumprimentar também. No geral, isso aqui talvez seria passável se tivesse sido lançado pro PS2 mais ou menos em 2000 ou 2001, porém estamos falando de um jogo lançado em 2017... Pra PC e PS4... E em mídia física pro PS4 ainda por cima! Isso é ridículo, mas eu tenho que admitir que talvez seja por causa disso que o meu PC conseguiu rodar esse jogo, então pelo menos eu pude experienciar por mim mesmo como é um jogo novo do Bubsy lançado em 2017... O que é triste, mas fazer o que? Melhor que nada.


Os jogos 2D originais do Bubsy eram mais bonitos no geral do que isso aqui, pelo menos os visuais deles não tinham nada de errado e o Bubsy tinha as animações variadas de morte lá. Enquanto nesse aqui... Não existem animações diferentes pra quando o Bubsy morre, basicamente, ele sempre faz a mesma animação de "Aaaaah tô batendo asas mas não consigo voar socorro" toda vez que é atingido por alguma coisa e morre, o que é... Decepcionante, sem dúvida alguma. Um dos trailers mostra o Bubsy sendo atingido, voando na tela e batendo na lente da câmera como animação de morte, mas pelo menos comigo isso nunca aconteceu. Será possível que um jogo tão simples e sem graça ainda teve conteúdo cortado no desenvolvimento? Qual é?

E se você espera ambientes variados e/ou únicos aqui, eu sinto te desapontar. Bubsy: The Woolies Strike Back tem exatamente três mundos ao todo: Uma floresta, um deserto e cavernas escuras com naves espaciais no fundo. Tem alguma coisa especial sobre essas ambientações? Algum tipo de twist que as faz destacar de qualquer outra ambientação genérica desses tipos que você já viu por aí em outros Platformers? Não, o que você vê aqui é exatamente o que você tem.

Bem, pelo menos é menos feio que Mighty No. 9, o que é hilário porque aquele jogo teve um orçamento maior.

O melhor gameplay que um jogo do Bubsy já teve


Felizmente, esse jogo não é que nem Bubsy 3D... Diabos, o gameplay dele nem ao menos é 3D, os desenvolvedores resolveram voltar às origens e fazer um Bubsy 2D moderno, e talvez isso tenha sido para o bem maior. Não que os jogos 2D anteriores do Bubsy sejam bons, quem jogou eles sabe muito bem como são ruins, todos eles têm exatamente os mesmos problemas: O Bubsy tem uma aceleração nem um pouco natural e corre rápido pra caralho, só que o level design não foi feito pra essa velocidade, então você constantemente vai morrer e perder diversas vidas por causa de merda que não dava pra ver chegando enquanto você passa pelas fases... Isso quando não é um erro de hitbox que acaba te fazendo morrer sem ser culpa sua. São jogos péssimos que só fizeram sucesso por puro marketing da Accolade mesmo, mas comparados com Bubsy 3D, chegam até a ser aceitáveis.

Ao invés de tentar imitar Sonic e falhar miseravelmente, The Woolies Strike Back tem um gameplay mais típico e lento, Bubsy não vai alcançar velocidades absurdas e depois morrer por trombar em um inimigo que te dava dois milésimos de segundo pra reagir aqui. É um jogo lento, mas funcional: O Bubsy tem controles decentes até mesmo quando pula, os movimentos dele respondem normalmente sem nenhum tipo de input lag, planar tem exatamente a funcionalidade que você espera que tenha, e uma habilidade nova chamada de Pounce onde o Bubsy dá um salto ou um dash curvado pra frente e funciona mais ou menos como o Homing Attack do Sonic, exceto que sem mirar automaticamente nos inimigos, também é decente e eu não lembro de ter morrido por nenhuma instância de hitbox mal feita que nem acontecia várias vezes nos jogos antigos.

Pelo menos o gameplay sozinho desse jogo já é melhor do que a bagunça incontrolável que eram os anteriores, dá pra sair em uma velocidade moderada pelas fases coletando bolas de lã e lidando com inimigos sem muitos problemas e não tem nenhum segredo em como as coisas funcionam pra alguém que tem pelo menos alguma experiência com Platformers. Eu até me arrisco a dizer que é um pouco legal acertar Pounces em vários inimigos consecutivamente, especialmente quando ficam enfileirados no ar e aí você precisa do timing certo pra passar por eles e assim chegar até o local onde você quer chegar... É o mais perto que esse jogo chegou de ser divertido pra mim, mas depois de um tempo isso ficou enjoativo porque o level design nunca usa nenhuma dessas habilidades do Bubsy de formas muito além das mais básicas possíveis.

Pois bem, antes de falar do level design desse negócio, eu vou ter que dizer uma coisa aqui que... Pode parecer absurda, mas... Sabe quantas fases esse jogo do Bubsy tem ao todo?

"20?"

Não, menos...

"Uhm... 15?"

Menos...

"Pelo menos umas 12, né, Rui?"

Não... Tem 10 fases! Uma delas é feita especificamente pra ser tutorial, então de fase de verdade mesmo tem 9, com 3 bosses no final de cada um dos mundos!

"O QUEEEEEEEEEE?"

É, isso mesmo que você leu! Bubsy: The Woolies Strike Back tem 9 fases, sendo exatamente 3 fases pra cada mundo representado no mapa e um boss no final! E esse negócio tá sendo vendido a 30 dólares na Steam, sem nenhum tipo de conteúdo extra além dessas 9 fases e 3 bosses, esses caras realmente acham que uma coisa como essa vale 30 dólares. E eu sei que tem gente comprando isso, o que é ainda mais triste do que o preço em si.

Eu sei o que você talvez vá dizer pra contrariar, que é melhor um jogo com poucas fases boas e memoráveis do que um com muitas fases ruins ou esquecíveis, qualidade sobre quantidade e tal. Eu concordo com isso, só que esse Bubsy não tem quantidade e nem muita qualidade nas suas fases, o level design desse jogo no geral é tão genérico que faz Sonic Lost World parecer único e original em comparação. Pelo menos as fases não são mal projetadas como as dos jogos antigos, mas também elas não oferecem nada realmente interessante, as estruturas delas são semi-abertas com um bocado de caminhos diferentes aqui e ali, você sai pulando em inimigos e coletando bolas de lã enquanto o Bubsy solta umas frases aleatórias que várias vezes se repetem, tem umas seções de platforming básicas e os inimigos não são muito variados também.

Sem brincadeira, acho que quando eu cheguei no segundo mundo eu já tinha visto todos os inimigos desse jogo... E a maioria deles também não apresentam muito desafio, com padrões simples e fáceis de lidar. Apesar dos tipos de ambientações diferentes, essas fases não têm nada no gameplay em si que as distingue umas das outras, nenhum tipo de gimmick específica que se encaixe nesse tipo de fase tal e nem nada, elas meio que se misturam umas com as outras e parecem ter sido criadas em um editor de fases limitado, e a única coisa pra se fazer além de chegar até o fim delas é coletar todas as bolas de lã e pegar umas chaves que abrem... Áreas com bolas de lã escondidas! É tudo só pra aumentar a sua pontuação, não tem nenhum outro objetivo além desse, nem algum tipo de mundo ou boss secreto que você abre depois de coletar todas as coisas ou algo do gênero.

... Bem, você pode coletar vidas extras e uma camisa preta que te dá um hit extra, porque nesse jogo o Bubsy morre com um hit também. Não que isso faça muita diferença, porque o jogo é fácil pra caralho e a maioria das vezes em que eu morri foi só burrice minha mesmo, tanto que eu demorei pra notar que as vidas extras que você coleta em uma fase nem são carregadas pra próxima, você vai sempre começar todas as fases com 9 vidas. Sabe por que? Gatos têm 9 vidas! Ahahahaha, boa, Accolade! Reinventando o humor desde 1993, hein? Vocês só não são melhores do que os reis da comédia da Gearbox Software, mas com certeza um dia chegarão no mesmo nível!


Os bosses no geral também não são nada demais, o primeiro é extremamente fácil e previsível enquanto os outros são um pouco mais difíceis. Todos eles seguem a mesma estratégia: Fique desviando dos ataques até o boss abrir uma brecha pra ser atacado, e todos os ataques deles geralmente são telegrafados, então não é muito difícil desviar. O único boss que eu me lembro de ter morrido umas... Duas vezes, foi o segundo boss que tinha um ataque onde ele soltava dois raios em cima e embaixo de mim, me cercando no processo, e aí soltando umas bolas no meio desses raios. Eu tinha que ficar planando sobre os ventiladores e me controlar subindo ou descendo pra desviar das bolas. Depois que eu me acostumei com os controles, não foi nada difícil demais também.

Por algum motivo, morrer nesses bosses te faz voltar pra área antes deles, mas quando você entra na arena onde os enfrenta, as vidas deles não são resetadas também. Deve ser porque tem gente que morreria demais já que é one-hit kill e reclamaria que os bosses são muito difíceis e focados em tentativa e erro, só que... Eu realmente não consigo imaginar alguém tendo muita dificuldade com esses bosses, ou com esse jogo no geral. Talvez crianças teriam dificuldade? É... Talvez.

Em menos de uma hora eu terminei Bubsy: The Woolies Strike Back, morrendo ocasionalmente ainda, o jogo é bem generoso com checkpoints e até mesmo com as camisas pretas dos hits extras lá. Tem um final indicando que vai ter sequência... Porque é claro, se ninguém pediu um jogo novo do Bubsy, todo mundo vai pedir uma sequência desse novo jogo, faz todo o sentido! E... É isso, não dá pra falar muito mais coisa do gameplay quando um jogo é tão raso e básico quanto esse. O gameplay é perfeitamente funcional e sem muitas falhas técnicas, mas... É só isso mesmo, funciona. Pelo menos esse é um dos jogos que eu posso usar como prova de que qualidade técnica sozinha não é o que define um jogo bom ou ruim, existem jogos como esse aqui que são "redondinhos" tecnicamente, mas que não fazem nada de interessante, da mesma forma que existem jogos como Sonic 2 ou Megaman 3 que têm falhas técnicas ocasionais, mas level designs fantásticos, conceitos criativos e muitas outras coisas que compensam a parte técnica imperfeita.

Porém, eu não menti quando disse que esse é o melhor gameplay que um jogo do Bubsy já teve. Um gameplay meramente funcional com um design medíocre é basicamente o nível mais alto que o Bubsy conseguiu alcançar até então, e isso só deixa dolorosamente claro que essa franquia ficou morta durante duas décadas por um motivo.

Músicas tão esquecíveis quanto as fases


Sabe aqueles sites que têm músicas já prontas pra você usar de trilha sonora pra algum projeto seu sem infringir leis de direitos autorais? A impressão que eu tenho com a OST disso, que inclusive também tá sendo vendida como um produto separado, foi justamente que eles pegaram umas músicas de algum desses sites e colocaram no jogo. Eu te juro, não consigo lembrar de nenhuma música que eu ouvi enquanto jogava esse negócio, algumas vezes eu até esquecia que haviam músicas tocando no fundo porque as falas do Bubsy acabavam me distraindo mais. Quer dizer... Pelo menos não teve nenhuma música que me chamou atenção de forma negativa por ser ruim ou irritante também, então acho que não tem nada de ofensivo sobre essa trilha sonora também? Acho que sim...

Aliás, os efeitos sonoros também parecem ter sido pegos de um desses sites. Sabe aquele som genérico de porrada que vários filmes ou séries dos anos 80 e 90 usam? Aquele som tipo "pssh" que eu não sei como colocar em forma de texto, mas provavelmente você sabe qual é. Toda vez que o Bubsy mata algum inimigo pulando em cima dele, rola esse som, e chega até a ser meio engraçado que um jogo de 2017 tenha algo assim. Sabe o que faltava? O Wilhelm scream quando o Bubsy morre, aí sim ia ficar perfeito!

Já que eu falei sobre as falas do Bubsy, acho que faz sentido falar sobre a dublagem dele também. Essa é provavelmente a voz menos irritante que o Bubsy já teve durante toda a sua carreira, na verdade eu não me senti irritado mesmo com ele repetindo várias dessas frases... Sim, Bubsy, eu sei que você ama essas novas habilidades, e que você não sabe como diabos você fez essas coisas, mas que gosta... Você já disse isso pelo menos umas 20 vezes na fase passada. No entanto, esse dublador fez um trabalho decente em criar uma voz que combina com o Bubsy ao mesmo tempo que é parecida com a que ele tinha lá no jogo original do SNES que também não era a voz mais irritante do mundo. Então... Bom trabalho, eu acho.

Considerações finais

Não é um jogo bom o suficiente pra eu gostar ou recomendar a alguém, e também não é um jogo ruim o suficiente pra eu odiar, então no fim das contas é apenas um jogo que existe. Isso é Bubsy: The Woolies Strike Back, a exata definição de "medíocre" aqui, inclusive acho que nos próximos dicionários eu sugiro que quando chegar na palavra "medíocre" deixem apenas uma foto desse jogo no lugar de um texto definindo o que a palavra significa. Ainda assim... É o melhor jogo do Bubsy que foi lançado até agora, certamente um grande avanço pra uma franquia que teve jogos consistentemente horríveis no passado. Se realmente houverem sequências e a qualidade for subindo de um jogo pro outro, daqui a uns 5 anos talvez tenhamos o primeiro jogo bom do Bubsy? Possivelmente.

A pergunta continua na minha cabeça, e também na da maioria das pessoas: Por que isso é uma coisa que existe? Será que essa pergunta vai ser respondida algum dia? Eu não sei, porém ela continua sendo uma pergunta muito boa pra se fazer ao olhar toda essa situação aqui. Ainda culpo Sonic Forces por isso, é muita coincidência o pessoal começar a fazer memes do Bubsy naquele jogo e logo depois anunciarem um jogo novo de verdade desse gato maldito. Memes estão indo longe demais, tem que ter um limite pra isso antes que resultados mais catastróficos ainda sejam atingidos e o mundo acabe sendo destruído por causa de memes!

Fica aí o aviso. E quanto ao jogo novo do Bubsy... É um jogo do Bubsy, só que sem as partes abismais porque dessa vez foi feito por gente com um certo grau de competência. Continua sendo um jogo do Bubsy e não exatamente impressionante também, no entanto, é apenas um Platformer 2D medíocre e raso em um mundo onde existem milhares de opções melhores dentro do gênero pra você jogar ao invés disso. Há quem fique decepcionado por esse não ser um jogo horrível pra eu dizer aqui que é uma bosta colossal e reclamar de praticamente tudo sobre ele, como as pessoas gostam de me ver fazer, e eu não posso fazer nada a respeito disso, a vida tem dessas e nem sempre as pessoas conseguem o que querem. Então a minha conclusão é que Bubsy: The Woolies Strike Back é, sem sombra de dúvidas, uma coisa.

Prós:
+ Pelo menos o gameplay funciona dessa vez.
+ A tela de título é bonita, isso deve contar como alguma coisa.

Contras:
- E é só isso mesmo, o gameplay funciona.
- Gráficos feios e datados.

Gráficos: 4/10
Enredo: 5/10
Gameplay: 5/10
Som: 5/10
Conteúdo extra: 5/10

Veredicto:

{ 1 comentários }

- Copyright © Blog do Ryu - Date A Live - Powered by Blogger - Designed by Johanes Djogan -